Visualizações de página do mês passado

sexta-feira, 22 de maio de 2015

BOA TARDE AMIGOS E AMIGAS DO BLOG - SERES ESPECIAIS



A seres especiais
Tem sempre presente, que a pele se enruga, que o cabelo se torna branco, que os dias se convertem em anos, mas o mais importante não muda!

Tua força interior e tuas convicções não têm idade. Teu espírito é o espanador de qualquer teia de aranha.

Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida. Atrás de cada trunfo, há outro desafio.

Enquanto estiveres vivo, sente-te vivo. Se sentes saudades do que fazias, torna a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amareladas. Continua, apesar de todos esperarem que abandones. Não deixes que se enferruje o ferro que há em você. Faz com que em lugar de pena, te respeitem.
Quando pelos anos não consigas correr, trota. Quando não possas trotar, caminha. Quando não possas caminhar, usa bengala. Mas nunca te detenhas!!!


(Madre Teresa de Calcutá)

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Grupo Lótus

Um pouco de divulgação

Pessoal, hoje estamos aqui não para falar do nosso grupo ou trazer notícias publicadas na mídia.
Vamos, ao invés disso,  divulgar dois trabalhos, bastante interessantes:

1) O blog"Grite!!!", do santista Markinhos Font, que gentilmente dedicou espaço em um de seus vídeos para divulgar a nossa Associação. http://programagrite.blogspot.com/ . Lá vocês poderão encontrar um material que, além de divertido, atual e despojado, se mostra comprometido com causas sociais, o que torna o programa ainda mais bacana. No vídeo que segue ele fala do grupo, a partir dos 7:44min.
http://grupolotus.blogspot.com.br/
Fonte : Grupo Lótus

Cientistas descobrem tango como aliado no tratamento do mal de Parkinson | Ciência e Saúde: Diario de Pernambuco

A ideia dos pesquisadores era verificar se uma atividade física e social ligada à música teria valor terapêutico para parkinsonianos, que sofrem tanto com disfunções motoras.

Enquanto cientistas buscam, nos laboratórios, estratégias farmacológicas para tratar o mal de Parkinson, nos salões de dança, pacientes encontram um auxílio divertido para melhorar as habilidades motoras prejudicadas pela doença. Pesquisadores do Instituto e Hospital Neurológico de Montreal e da Universidade de McGill, no Canadá, descobriram que o tango tem potencial para beneficiar pessoas em estágios iniciais do desenvolvimento da enfermidade. O estudo identificou melhorias motoras nos participantes depois de 12 semanas de curso e foi o primeiro a investigar os efeitos da dança argentina em sintomas não motores.

A ideia dos pesquisadores era verificar se uma atividade física e social ligada à música teria valor terapêutico para parkinsonianos, que sofrem tanto com disfunções motoras — tremor, rigidez e problemas na marcha — quanto com sintomas não motores, como depressão, fadiga e degeneração cognitiva. Quarenta homens e mulheres com a forma idiopática da doença, isso é, sem causa definida, participaram da pesquisa, que envolveu aulas com dois professores e dançarinos profissionais. Os voluntários são atendidos pelo projeto de distúrbios do movimento da Universidade de McGill.

“Há evidências acumuladas de que a atividade física habitual está associada a um risco mais baixo de desenvolvimento de Parkinson, o que sugere um potencial retardamento na progressão da doença”, diz Silvia Rios Romenets, que liderou o estudo. “Nós descobrimos que o tango ajudou em uma melhoria significativa do balanço e da mobilidade funcional e pareceu encorajar os pacientes a apreciar o tratamento em geral. Também encontramos benefícios mais modestos em termos das funções cognitivas e da redução da fadiga”, observa.


Fonte : Cientistas descobrem tango como aliado no tratamento do mal de Parkinson | Ciência e Saúde: Diario de Pernambuco

BOA TARDE AMIGOS DO BLOG - A ARTE DA ESPERA!!!


A arte da espera

O guerreiro da luz conhece o silêncio que antecipa o combate importante. E este silêncio parece dizer: "as coisas pararam. É melhor deixar a luta de lado, e divertir-se um pouco".
Os combatentes sem experiência largam suas armas neste momento, e queixam-se do tédio.
O guerreiro está atento ao silêncio; em algum lugar, algo está acontecendo. Ele sabe que os terremotos destruidores chegam sem aviso.

Já caminhou por florestas durante a noite; quando os animais não fazem qualquer ruído, o perigo está próximo. Enquanto os outros conversam, o guerreiro se adestra no manejo da espada, e presta atenção no horizonte.

terça-feira, 19 de maio de 2015

BOA TARDE AMIGOS DO BLOGGER - QUANDO FRACASSAMOS!

Quando fracassamos

Fracassamos...
Quando visualizamos a derrota antes da batalha. Quando abandonamos a luta com medo da discórdia. Quando ouvimos o Não antes da pergunta. Quando silenciamos com medo da resposta.
Fracassamos...
Quando o dia amanhece na hora em que deitamos. Quando o sono vem e não nos entregamos. Quando o medo de sonhar se transforma em pesadelo. Quando a vida se dilui na busca que fazemos.
Fracassamos...
Quando a chave da verdade abre as portas da mentira. Quando lamentamos na chegada a hora da partida. Quando o Amor vai a leilão no martelo da cobiça.
Mas fracassamos, ainda mais... Quando choramos a morte diante da vida.
Maria Teresinha Debatin

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Brasileiros se oferecem para testar remédios e vacinas

O desenvolvimento de qualquer vacina, de qualquer remédio, é um trabalho científico que exige tempo, investimento e a colaboração de muita gente. Sem isso, a medicina não avança e a cura e a prevenção de muitas doenças ficam prejudicadas.

A partir desta segunda-feira (18), a repórter Sandra Passarinho vai mostrar, numa série de reportagens especiais, como o Brasil precisa estimular uma etapa fundamental nesse trabalho todo: a fase de testes em seres humanos.

Todo medicamento na prateleira de uma farmácia, precisa antes ser testado em seres humanos. Qualquer substância que tenha chance de virar um novo medicamento percorre um longo caminho antes de entrar no corpo humano.

Primeiro, os pesquisadores avaliam em laboratório. Em seguida, com animais. Depois vêm os testes clínicos, que são feitos em seres humanos, em etapas.

Na fase 1, a nova substância é testada em pequenos grupos de voluntários, a maioria saudáveis, para avaliar como o medicamento age no organismo. Na fase 2, o teste é feito em um grupo, de 100 a 300 pessoas, que têm a doença estudada. A fase 3 pode envolver até milhares de voluntários.

Mas o trabalho dos cientistas não termina aí. Na fase 4, depois de o medicamento ser aprovado pelas autoridades sanitárias, alguns testes ainda são feitos para detectar possíveis efeitos colaterais na população a longo prazo, o que pode levar muito tempo. E o que faz uma pessoa se doar para o bem de todos?

“Na minha família mesmo quando eu contei: ‘Ah sou voluntária no teste de vacina contra a dengue’. ‘Nossa você está louca?’. Ouvi muito isso”, conta a estudante Anielly Rocha.

Veja um vídeo entrando no link abaixo:

Fonte :http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/05/brasileiros-se-oferecem-para-testar-remedios-e-vacinas.html?fb_ref=Default

Mulher, após tomar medicamento para Parkinson, começou a sofrer diariamente com vários orgasmos espontâneos

http://www.jornalciencia.com/saude/mente/4251-mulher-apos-tomar-drogas-para-parkinson-comecou-a-sofrer-diariamente-com-varios-orgasmos-espontaneos
Mulher, após tomar medicamento para Parkinson, começou a sofrer diariamente com vários orgasmos espontâneos

Porém, uma mulher da Turquia teve reações bem diferentes ao começar a tomar um medicamento para aliviar seus sintomas de Parkinson. Ela passou a ter cinco orgasmos espontâneos por dia!

A paciente de 42 anos havia sido diagnosticada com um princípio inicial da doença, provocada dentre outros motivos, por falta de dopamina no cérebro. Assim como muitos pacientes de Parkinson, foi recomendado que ela tomasse rasagilina (Azilect), droga que aumenta os níveis de dopamina, aliviando os sintomas de tremor, rigidez corporal e lentidão de movimentos.

Até então, os efeitos colaterais conhecidos do medicamento, incluíam dores de cabeça, sintomas de gripe, tonturas, constipação e boca seca. Porém, de acordo com relatórios publicados no Live Science, apenas sete dias após o início do tratamento, ela teve um aumento exagerado da libido, causando os orgasmos espontâneos. No 10º dia, foi internada para observação.

Os médicos que relataram o caso, se surpreenderam com o efeito causado, sendo o primeiro caso registrado deste efeito adverso da rasagilina, em mulheres.

De acordo com o relatório dos médicos do departamento de neurologia da Necmettin Erbakan University, em Konya, na Turquia, a mulher não tomava nenhum outro medicamento e não sentiu nenhum outro sintoma diferente relacionado ao uso da droga. Quando ela parou de tomar o medicamento, os sintomas pararam. Porém, 15 dias depois, após retomar o tratamento, os orgasmos passaram a ocorrer novamente, obrigando-a a abandonar o tratamento novamente.

Ainda não está claro o motivo pelo qual os orgasmos espontâneos ocorreram, mas uma das teorias levantadas pelos pesquisadores, é que os níveis elevados de dopamina, que é um neurotransmissor, ativaram uma reação do corpo ao prazer sexual.

Outro relatório sobre um caso bizarro envolvendo a rasagilina, envolvia um homem de 65 anos que sofria de ejaculação espontânea com o tratamento. Quando a dose do medicamento caiu pela metade, o episódio continuou acontecendo, até o momento dele parar o tratamento por completo.

No relatório do caso, publicado na revista Movement Disordes, o homem relatou que, durante o tratamento, ele teve uma melhora na vida sexual, comprovando a possível interferência do medicamento com a libido.