Visualizações de página do mês passado

terça-feira, 29 de julho de 2014

CHAT DO DIA 28 DE JULHO DE 2014!!!




PASSE PELO BATE-PAPO E VEJA
O QUE OS AMIGOS PRESENTES FALARAM:
PELO CHAT DO AMIGOGAMP:





BOM DIA AMIGOS DO BLOG - MÚSICA NA SUA VIDA!!!



      MÚSICA NA SUA VIDA

Conta-se que Mendelsson visitando Friburgo, certa vez foi à

catedral e ouviu a música do famoso órgão. Mais tarde ele foi
à galeria onde estava o órgão e pediu permissão para tocar. O
velho organista, a principio, recusou, mas finalmente resolveu
ceder em face da insistência do compositor.

    À medida que a bela música vibrava através do grande
edifício, o velho organista, dominado pelo prazer, pôs as mãos
nos ombros do compositor, exclamando: "Mas, afinal de contas,
quem é você? Qual é o seu nome?"

    Mendelsson - foi a resposta.

    Incrível! Quase que eu recuso a Mendelsson tocar este órgão!

    Quão ignorantes somos quanto ao poder dos outros, e mesmo
quanto ao poder que se acha escondido em nós! Moramos nas
baixadas de uma existência monótona, prestando atenção apenas
às coisas simples, quando podíamos subir "com asas como águias".

    Deus, o Grande Músico, está pronto a tirar música Angélica
de nossas almas. Basta que lhe demos oportunidade.



BOM DIA, MUITA PAZ E HARMONIA
 

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Eletrodos no cérebro para tratar Mal de Parkinson - SWI swissinfo.ch

O Hospital Universitário de Berna está realizando uma pesquisa inovadora que deve promover melhores tratamentos para uma série de distúrbios cerebrais.

O neurocirurgião Claudio Pollo e sua equipe estão aprimorando um procedimento conhecido como estimulação cerebral profunda, ou DBS (“Deep Brain Stimulation”), que usa eletrodos no cérebro para regular a atividade neural e tratar distúrbios neurológicos.
Exames clínicos têm demonstrado que menos corrente é necessária graças ao uso deeletrodos menores e mais direcionais, que geram menos efeitos colaterais no tratamento.
Os resultados foram publicados recentemente na revista de neurologia “Brain”.
Eletrodos implantados em regiões do cérebro fornecem um estímulo elétrico para excitar ou inibir a atividade de um circuito neural.
Os pacientes DBS estão equipados com geradores de impulso movidos a bateria, conectados aos eletrodos através de fios isolados
O gerador é semelhante a um marcapasso cardíaco e tem o tamanho de um cronometro. 
Estima-se que mais de 100 mil pacientes em todo o mundo receberam DBS, principalmente para tratar a doença de Parkinson.
No momento, o procedimento só é usado com pacientes cujos sintomas não podem ser adequadamente controlados com medicação.
(RTS/swissinfo.ch)
Veja um vídeo entrando no link abaixo:
Fonte :  Eletrodos no cérebro para tratar Mal de Parkinson - SWI swissinfo.ch

BOA TARDE AMIGOS DO BLOG - BONS PENSAMENTOS!!!

 Bons Pensamentos
Você às vezes fica descrente de tantas coisas; palavras e carinho vindos de bom coração não fazem mal a ninguém, um bem a quem recebe e muito mais há quem dá.

Desprendido das esperas das retribuições, existe muito dentro de nós a dar as pessoas. Só assim estaremos aptos a receber, contribuir com nossa parcela de amor, de carinho a tantos...

Existe um mundo ao nosso redor que desconhecemos totalmente. É só refletir em diferentes lugares, com tantos problemas e diferenças.

Existe um novo sonho. Vá sonhar... tudo estará bem contigo... Cuide para ter sempre... bons pensamentos.

HOJE É DIA DO NOSSO CHAT SEMANAL, ESPERAMOS POR VC AMIGO(A) PK!!!

NOSSO BATE-PAPO AMIGO E FRATERNO 

sábado, 26 de julho de 2014

G1 - Curta-metragem produzido em Cataguases é lançado nesta sexta - notícias em Zona da Mata

Segundo o diretor do filme e proponente do projeto, Rafael Aguiar, que também é diretor e roteirista de cinco curtas-metragens, um dos objetivos do trabalho é promover e divulgar os atores, a equipe técnica e os fornecedores locais, que buscam desenvolver e estimular a produção do cinema em Cataguases, por meio da economia criativa.
O diretor comenta que a proposta é fazer com que o espectador se emocione e se questione diante de atitudes pessoais em situações familiares, abordando o Mal de Parkinson de uma forma realista e destacando a agústia que a doença provoca.
A exibição de "Eu não tenho um herói" no centro cultural da cidade acontece às 19h. A entrada é gratuita.
Fonte : G1 - Curta-metragem produzido em Cataguases é lançado nesta sexta - notícias em Zona da Mata

BOM DIA AMIGOS DO BLOG - A Ação Mais Importante!!!

A Ação Mais Importante

Um dia, um advogado famoso foi entrevistado. Entre tantas questões, lhe perguntaram o que de mais importante fizera em sua vida.
No momento, ele falou a respeito do seu trabalho com celebridades.
Mais tarde, penetrando as profundezas de suas recordações, relatou: "o mais importante que já fiz em minha vida ocorreu no dia 8 de outubro de 1990.
Estava jogando golfe com um ex-colega e amigo que há muito não via.
Conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um.
Ele contou-me que sua esposa acabara de ter um bebê.
Estávamos ainda jogando, quando o pai do meu amigo chegou e lhe disse que o bebê tivera um problema respiratório e fora levado às pressas ao hospital.
Apressado, largando tudo, meu amigo entrou no carro de seu pai e se foi.
Fiquei ali, sem saber o que deveria fazer. Seguir meu amigo ao hospital?
Mas eu não poderia auxiliar em nada a criança, que estaria muito bem cuidada por médicos e enfermeiras.
Nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação.
Ir até o hospital e oferecer meu apoio moral? Talvez. Contudo, tanto meu amigo como a sua esposa tinham famílias numerosas.
Sem dúvida, eles estariam rodeados de familiares e de muitos amigos a lhes oferecer apoio e conforto, acontecesse o que fosse.
A única coisa que eu iria fazer no hospital era atrapalhar. Decidi que iria para minha casa.
Quando dei a partida no carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu veículo aberto. E com as chaves na ignição, estacionado junto às quadras de tênis.
Decidi, então, fechar o seu carro e levar as chaves até o hospital.
Como imaginara, a sala de espera estava repleta de familiares. Entrei sem fazer ruído e fiquei parado à porta.
Não sabia se deveria entregar as chaves, conversar com meu amigo...
Nisso, um médico chegou, se aproximou do casal e comunicou a morte do bebê.  Eles se abraçaram, chorando.
O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança.
Eles ficaram de pé e se encaminharam para a porta. Ao me ver, aquela mãe me abraçou e começou a chorar.
Meu amigo se refugiou em meus braços e me disse: "muito obrigado por estar aqui!"
Durante o resto da manhã, fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurando seu bebê, e se despedindo dele.
Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida!"