Visualizações de página do mês passado

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Existe ciência na arte divinatória?

 
Atendendo, mais uma vez ao questionamento dos leitores, retorno ao tema da futurologia x arte divinatória, em virtude de alguns e-mails, de leitores que são astrólogos, reclamando de meu artigo anterior – afinal astrologia é ciência ou não? E nas demais artes divinatórias – não existe nem um pouco de ciência?
Recordando que em nosso artigo da semana passada discorremos sobre as principais diferenças entre futurologia e arte divinatória:
1. Futurologia é uma ciência cujo foco de estudo é o futuro. Busca antecipar-se ao que pode acontecer no futuro usando para isso a observação, a lógica – e consequentemente – a razão. Vale-se de uma linguagem clara e objetiva sendo geralmente apoiada por índices de probabilidade.
2. As artes divinatórias buscam prever o futuro valendo-se de forças ou poderes sobrenaturais, tendo como base um oráculo e/ou recursos “místicos”, tais como bolas de cristal, cartas de tarô, búzios, tábuas ouija, pêndulos, etc. Sua linguagem é geralmente simbólica, cifrada ou hermética e fundamenta-se na fé de seus praticantes pela respectiva arte.
Tendo o intuito aqui de efetuar as devidas diferenciações, inicio com um conceito bastante elementar de ciência (existe muito mais nessa cornucópia):
Ciência é o conjunto do conhecimento humano dotado de objetividade e universalidade, socialmente adquirido, historicamente acumulado sujeito à comprovação feita pela observação e/ou experimentação e/ou pela evidenciação lógica (leia-se aqui o uso do rigor matemático) – não se admitindo, portanto, argumentos de autoridade.
 

Um comentário:

Baldoino Soares Badu disse...

Muito interessante essa matéria, particularmente fico impressionado com os recados que recebo e as coincidências dos fatos, tudo interligado de maneira matemática, não sei se isso são qualidades naturais ou mediunidade aflorada, vou seguindo em frente observando e captando tudo.