Visualizações de página do mês passado

sábado, 9 de agosto de 2014

BOA TARDE AMIGOS DO BLOG - A VERDADEIRA RIQUEZA DO SER HUMANO!!!


A verdadeira riqueza do ser humano

Um dia um homem que acreditava na vida após a morte, e que valorizava o ser mais que o ter, hospedou-se na bela mansão de um materialista convicto, que só pensava em dinheiro.

Depois da ceia, o anfitrião convidou o hóspede para visitar sua galeria de quadros e começou a enaltecer os seus bens materiais!

Falou que o homem vale pelo que tem, pelo patrimônio que consegue acumular. Exibiu escrituras, jóias, ouro, títulos...

Depois de ouvir tudo calmamente, o hóspede falou da sua convicção de que os bens da terra não nos pertencem de fato, e que mais cedo ou mais tarde teremos que deixar tudo aqui. Argumentou que os verdadeiros valores são o afeto, o conhecimento e não as posses que são sempre passageiras.

No entanto, o materialista falou com arrogância que aquilo era dele e ninguém ia tirar!
Diante da teimosia, o hóspede propôs um acordo: que voltassem a falar do assunto daqui a cinqüenta anos... - Ora, disse o dono da casa, daqui a cinqüenta anos nós já não estaremos mais aqui...

O hóspede respondeu : - Assim você entenderá que tudo isso passou pelas suas mãos mas, na verdade, nada disso lhe pertence de fato. Vai chegar um dia em que você terá que deixar tudo aqui e partir, levando somente a sua evolução espiritual.

Só então poderá avaliar se é verdadeiramente rico ou não.

O materialista, contemplando as suas obras de arte, pela primeira vez sentiu uma sombra de dúvida... - que diferença fará, daqui a cem anos, se você morou em uma mansão ou numa casa simples? - se comprou roupas em lojas sofisticadas ou num magazine? - se bebeu em taças de cristal ou numa de vidro? - se comeu em pratos finos ou numa louça simples? - que diferença isso fará daqui a cem anos? Absolutamente nenhuma !

No entanto, o que você fizer do seu tempo na terra, fará muita diferença em sua vida, não só daqui a cem anos, mas por toda a eternidade.

Você será mais feliz hoje!

Um comentário:

Baldoino Soares Badu disse...

É acordei relembrando dos meus tempos de criança, dos olhares significativos do meu pai, dos pitos da minha mãe, ah como é bom recordar os tempos idos que não voltam mais, que deixaram aquele gostinho de ter tido uma infância cheia de aventuras e de historias para contar, papeando com meus netos procuro transmitir a eles esse gostinho de ter sabido viver a infância e a adolescência, mas sei que os tempos mudaram e o que era importante no meu tempo não tem mais vez nos tempos modernos, uma pena, pois vejo os jovens perdendo seu tempo em coisas fúteis sem significado nenhum, prejudicando sua saúde e mais tarde irão dizer para seus filhos, bem que meu pai e mamãe falavam, nessa vida as historias se repetem, mas os ensinamentos e berço dos pais vão nos acompanhar por toda a vida.
Relembro muito dos desenhos do Pio, Pio, cheios de aventuras mil, coisas que ficaram marcadas na minha memória e que servem para indicar os caminhos a seguir, mas que existem controvérsias ah isso tem sim e não podemos fazer nada.