Visualizações de página do mês passado

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Pacientes com Parkinson têm mais criatividade | Saúde Plena

Mãos por vezes trêmulas e capazes de esculpir engenhosas obras de arte. Aparentemente improvável, essa é a realidade de Carlos Anibal Pyles Patto, de 67 anos. Ele foi diagnosticado com a doença de Parkinson em 1989, quando era piloto ativo da Aeronáutica. A aposentadoria veio em 2000 e, 10 anos atrás, surgiu a arte. 

Carlos Anibal acredita que sempre teve inclinação para ela, mas começou a produzir somente quando surgiu mais tempo livre e, simultaneamente, a doença começou a avançar. Hoje, trabalha com madeira, gesso, resina, entre outros materiais. Confessa apenas a dificuldade com detalhes finos, driblada por um potencial criativo sem igual. A história excepcional chama atenção, mas não surpreenderia a pesquisadora israelense Rivka Inzelberg, da Universidade de Tel Aviv. Um estudo liderado por ela e publicado na revista Annals of Neurology documenta a criatividade excepcional de parkinsonianos e demonstra definitivamente que eles são mais criativos que seus pares saudáveis.

Fonte : Pacientes com Parkinson têm mais criatividade | Saúde Plena

Um comentário:

Baldoino Soares Badu disse...

É nosso amigo Patto é o predidente da Associação Parkinson Brasilia.

ASSOCIAÇÃO PARKINSON BRASÍLÍA
SQS. 207 – Bloco C. Apto. 302 – Asa Sul
70253-030 – Brasília – DF
Tel. (61) 3242-0621 e 9975-9058
Presidente: Carlos Anibal Pyles Patto
parkinsonbsb@gmail.com