Visualizações de página do mês passado

sábado, 23 de maio de 2015

ISTOÉ Independente - Medicina & Bem-estar

Passos do tango contra o Parkinson

Pesquisas comprovam que a dança melhora o controle dos movimentos e a capacidade de locomoção dos pacientes

Cilene Pereira (cilene@istoe.com.br)Os passos firmes do tango estão sendo confirmados pela ciência como uma forma divertida de amenizar as dificuldades de locomoção e de controle motor que caracterizam a doença de Parkinson. Na última semana, uma pesquisa realizada na McGill University, no Canadá, forneceu mais uma evidência de que a dança argentina representa uma ótima opção terapêutica para os pacientes.
abre.jpg
O trabalho foi conduzido pela pesquisadora Silvia Rios Romenets e avaliou a evolução clínica de 40 pacientes. Durante três meses, eles participaram de aulas semanais de tango, além de continuarem sob medicação adequada. Ao final do período, todos manifestaram melhora evidente. “A dança teve um forte impacto positivo para o equilíbrio e para a mobilidade funcional”, explicou à ISTOÉ a cientista Silvia. “Também observamos benefícios para a habilidade cognitiva e a redução do cansaço.”
Fonte : ISTOÉ Independente - Medicina & Bem-estar

Um comentário:

Baldoino Soares Badu disse...

É bons conselhos do bem viver chegando na bandeja, mas já sabemos e conhecemos bem os benefícios, agora é preciso colocar em pratica.
Alô associações e grupos de apoio vamos experimentar?