Visualizações de página do mês passado

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

BOM DIA PAZ E HARMONIA!!!


Talvez Hoje
Talvez hoje:
Surgirá quem procure ditar-lhe o que você precisa fazer, entretanto, embora agradecendo as elogiáveis intenções de quem lhe oferece pontos de vista, ouça, antes de tudo, a sua própria consciência quanto ao dever que lhe cabe;

é possível apareça algum coração amigo impondo-lhe quadros de pessimismo e perturbação, relativamente às dificuldades do mundo; compadecendo-se, porém, da criatura que se entrega ao derrotismo
e ao desânimo, você observará a renovação para o bem que a
Sabedoria Divina promove em toda parte;

é provável que essa ou aquela pessoa queira impor a você idéias de fadiga e doenças; mas conquanto a sua gratidão aos que lhe desejem bem-estar, você prosseguirá trabalhando e servindo ao alcance de suas forças;
possivelmente, notícias menos agradáveis venham a suscitar-lhe inquietações e traçar-lhe problemas; no entanto, você conservará a própria paz e não se desligará das suas orações e pensamentos de otimismo e esperança.
Talvez hoje tudo pareça contra você, mas você prosseguirá compreendendo e agindo, em apoio do bem, guardando a certeza
de que Deus está conosco e de que amanhã será outro dia.

Bom dia!!!



Um comentário:

Baldoino Soares Badu disse...

Parece um “ponto sem nó” desejar “Paz e Harmonia” quando as coisas a nossa volta esta em mares revoltos, outro dia recebemos uma critica a respeito da pagina Viva Bem com Parkinson, "como vocês acham que podemos estar bem com a DP” que me deixou sem chão, mas dei a volta por cima e acredito que a resposta veio de imediato, sabemos o quanto é difícil estar com Parkinson, mas também sabemos que precisamos lutar e isso é possível sim desde que estejamos munidos de boa vontade e estarmos com nosso espírito munido das armas que possam fazer frente às dificuldades.
A comunidade vem sofrendo mais uma vez uma crise da falta de medicamentos, já sabemos onde esta o problema, pois adquirimos experiências de outras lutas e onde por o dedo na ferida, mas também sabemos que “uma andorinha só não faz verão” e que “estamos todos no mesmo barco”, portanto vamos à luta de cabeças erguidas e sabendo o que deve ser feito.