Visualizações de página do mês passado

terça-feira, 1 de julho de 2014

Paulo José: "A vida me deu mais do que eu esperava" - Edição 718 (13/06/2014) | Quem - Notícias em Entrevista


No ar como o Benjamin de Em Família, o ator, que há 20 anos lida com o mal de Parkinson, recebeu QUEM em sua casa, no Rio. Em uma conversa franca, ele falou sobre as limitações da doença, as superações do dia a dia e fez um balanço de sua vida.

Com passos ágeis, Paulo José desce as escadas de sua casa na Gávea, Zona Sul do Rio. Sua bengala não chega a tocar o chão, tamanha a rapidez. O ator de 77 anos, à primeira vista, não demonstra os sintomas do mal de Parkinson, que o acompanha há mais de 20 anos. Suas mãos não tremem, mas a voz entrega a luta contra a doença. Logo que começa a falar, as palavras são frágeis e a ansiedade é aparente. “Minha rotina é trabalhar comigo mesmo, com meu corpo”, diz.
Sentado à mesa de sua biblioteca, com um maço de cigarros ao lado, Paulo fala sobre o trabalho como o Benjamin de Em Família, explica o dia a dia de tratamentos médicos e faz um mea-culpa sobre como lidou com a morte de sua primeira mulher, Dina Sfat, em 1989. “Quando a Dina morreu, minhas filhas ficaram desamparadas, sem mãe nem pai. Fui para Cuba, numa espécie de fuga”, diz Paulo, sobre as atrizes Bel, Ana Clara Kutner. Ele também tem um filho, o ator Paulo Henrique Caruso, do casamento com a atriz Beth Caruso, e dois netos. Foi casado ainda com Carla Camurati e Zezé Polessa. Sua atual mulher é a figurinista Kika Lopes. Ao refletir sobre sua trajetória, o ator não tem queixas. “A vida me deu mais do que eu esperava.”

Um comentário:

Baldoino Soares Badu disse...

Sem querer querendo, lembrei hoje pela manhã da matéria da revista Beija-flor com o Paulo José em 2005, coincidentemente a matéria da "Revista Quem Acontece" nos mostra os esclarecimentos que ele nos passa nessa entrevista.